Cientistas das universidades de Harvard e de Massachusetts, nos Estados Unidos, desenvolveram um teste de fertilidade masculina que pode ser feito em casa, com a ajuda de um acessório conectado a um smartphone. O resultado é obtido em segundos. De acordo com pesquisa publicada nesta quarta (22), na revista Science Translation Medicine, a precisão seria de 98%.

A tecnologia funciona por meio da combinação de um aplicativo de smartphone e um kit descartável. No equipamento, há uma lâmina de laboratório, dotada de um chip, na qual se deposita o sêmen. Com luzes de LED e lentes acopladas, o dispositivo ilumina a lâmina, para melhorar a qualidade da imagem que será avaliada pelo software.

Quando a amostragem está pronta, o app grava um pequeno vídeo dos espermatozoides enquanto eles se movimentam dentro do dispositivo. Então, um algoritmo realiza a contagem dos espermas ativos. Caso a concentração esteja abaixo de 15 milhões por mililitro, isso indica que o usuário tem problemas de fertilidade (e o recomendado é que procure um médico). De acordo com os cientistas, o produto deve chegar ao mercado por menos de 50 dólares (cerca de 150 reais).

Para os pesquisadores, o objetivo principal é facilitar a realização de testes que detectam a infertilidade. Hoje os exames são realizados em clínicas especializadas e os resultados demoram dias, por vezes semanas, para ficarem prontos. Além disso, os cientistas chamam a atenção para o fato de que com a nova ferramenta os homens que fizeram uma vasectomia, por exemplo, poderão monitorar de casa os efeitos da cirurgia.

Fonte: Veja