Congelamento de Óvulos

Enquanto a criopreservação de embriões é uma opção existente há um certo tempo, o congelamento de óvulos é uma técnica disponibilizada clinicamente há poucos anos. Ela também pode ser utilizada em pacientes que produziram um grande número de óvulos em um ciclo de indução.

Em determinados casos, ao invés de ser optado pelo congelamento de embriões mencionado anteriormente, pode ser realizado o congelamento e armazenamento desses óvulos. Esta técnica também veio a ser uma opção para preservação de fertilidade, em pacientes jovens com câncer que serão submetidas a quimio ou radioterapia. Uma vez que as terapias oncológicas podem diminuir significativamente a reserva de óvulos nos ovários destas pacientes, o congelamento desse tipo de material pode ser indicado previamente ao tratamento.

Também podem ser beneficiadas com esta técnica pacientes que necessitem de um tratamento mais agressivo em virtude de doenças como lúpus, entre outras patologias. A criopreservação de pacientes que desejam postergar sua gravidez por outros motivos que não sejam médicos deve ser bem considerado, pois preferencialmente o congelamento de óvulos tem uma idade ideal para ser realizado, tendo em vista o declínio reprodutivo da mulher acima de 37 anos.