Notícia

Você está em: Home / Midia / Notícia /

Saiba como alterações nas trompas afetam a fertilidade feminina

SAIBA COMO ALTERAÇÕES NAS TROMPAS AFETAM A FERTILIDADE FEMININA

Fonte: Sbra acessada em 15/03/19

A infertilidade de origem tubária, isto é, aquela causada por obstruções ou alterações nas trompas, pode atingir 30% das mulheres que não conseguem engravidar. Por isso, o exame de histerossalpingografia pode ser indicado em caso de suspeita de aderência, dilatações ou obstruções nas trompas – responsáveis por ligar o útero e o ovário, recolher o óvulo, transportar os espermatozóides e conduzi-los até ao útero.

“O exame é a primeira linha de avaliação. O resultado nos mostra a permeabilidade da trompa e também consegue avaliar, embora com menor sensibilidade, a presença de malformações uterinas, de miomas ou pólipos intracavitários”, explica o ginecologista creditado pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), Roberto Antunes.

Diagnósticos e tratamentos – Caso seja detectada a alteração tubária, um dos tratamentos indicados é  a videolaparoscopia para tentar desobstruir o canal das trompas. “O resultado costuma ser bem sucedido quando as aderências que fixaram a trompa são sequelas provenientes de cirurgias pélvicas anteriores como cesariana ou miomectomia”, ressalta o médico.

 

Continue a leitura.

Voltar

Compartilhe no WhatsApp