Mulheres que tiveram câncer estão conseguindo engravidar. Elas tiveram o tecido ovariano removido, congelado e transplantado, preservando os ovários que podem sair prejudicados após o tratamento para vencer o câncer. Embora a técnica ainda esteja sendo experimentada, já se mostrou segura e eficiente para ajudar mulheres a engravidar.

No procedimento, um dos ovários é removido e cortado em fatias, sendo elas em seguida submetidas a um processo de congelamento. Quando mulheres se recuperam da doença, o que pode acontecer anos depois, parte do tecido que é descongelado é enxertado no ovário que ficou.

Um estudo acompanhou 41 mulheres na Dinamarca submetidas ao procedimento entre os anos de 2003 e 2014. Dentre as 32 participantes que desejavam engravidar, dez delas conseguiram ter filhos. No mundo, mais de 36 crianças nasceram de mães com ovários transplantados, sendo 14 delas da Dinamarca. É que o país é o único a fornecer o tratamento de forma gratuita para pacientes que estejam em condições de realizá-lo.

O tratamento pode beneficiar igualmente mulheres inférteis por questões de alterações hormonais provocadas pela menopausa. A técnica ainda é pouco realizada, porque alguns médicos temem o risco de que haja células cancerosas no material a ser transplantado, mas o risco, segundo os autores do estudo, que foi publicado na revista cientifica Journal of Human Reproduction, é pequeno.

Fonte: Bem Estar