Manter ou buscar o peso ideal e os bons hábitos é fundamental.

Afastar-se do cigarro, bebida alcoólica e drogas, além de tomar cuidados com medicamentos que podem interferir na fertilidade é obrigatório.
Se todos estes itens forem cumpridos, o homem deve estar atento a alimentação e atividades físicas.

Alimentação

A alimentação tem um papel importante na fertilidade do homem (e da mulher também), visto que as funções vitais dependem de elementos químicos específicos que devem circular no organismo. Cada órgão tem a sua necessidade: os ossos precisam de cálcio, o sangue precisa de ferro, os olhos de vitamina A e assim por diante.

A ausência de determinadas substâncias pode reverter num baixo rendimento no funcionamento dos órgãos necessitados. Outras substâncias em excesso como a cafeína além das provenientes de alimentos “trash” (hamburguer, pastel, salgadinhos, etc), também prejudicam o bom funcionamento do organismo de um modo geral.

Vitaminas e suplementos nutricionais

Uma das causas da infertilidade é o “estresse oxidativo” causado por vários fatores, entre eles o aumento de radicais livres, a poluição e o próprio estresse diário das pessoas.

Frente a isto vários produtos têm sido lançados no mercado com o objetivo de bloquear a ação deletéria destes fatores do meio ambiente e hábitos de vida inadequados, mas, nem todos têm mostrado resultados convincentes.

No momento, as únicas substâncias que têm demonstrado algum efeito benéfico são as vitaminas C e E , a coenzima Q 10, o Picnogenol, selênio e o Zinco. Outras como L-Carnitina e o Pro-Seed tem sido considerados ineficazes e por isso não têm sido recomendados por nós e outros especialistas.

As vitaminas C e E têm também o objetivo de minimizarem as chances de problemas cromossômicos do bebê.

Fontes de alimentos recomendáveis

  • Vitamina E

  • Vitamina C

  • Ácido Fólico

  • Zinco

  • Cálcio

  • Ferro

  • Selênio

  • Vitamina A

  • Vitamina D

Exercícios físicos moderados

Tanto para o homem como para a mulher, os exercícios moderados são úteis e ajudam a aumentar a chance de concepção do casal. Aqueles que NÃO estão habituados a esta prática devem iniciar lentamente, supervisionados por profissionais especializados, aumentando progressivamente a carga e as atividades, e de acordo como o permitido pelo organismo; exageros não são bem-vindos!

As atividades mais aconselháveis para as iniciantes são: caminhadas, natação, yoga, e ciclismo. São de baixo impacto tanto para a musculatura como para as articulações e devem com o tempo alcançar na mulher uma freqüência de 3 a 4 vezes por semana durante 30 minutos por vez. Correr mais do que 16 quilômetros por semana é exagero nestes casos e podem ser prejudiciais. No homem podem ser acrescentados exercícios mais vigorosos que não ultrapassem de 20 minutos, 3 vezes por semana.

Atitudes que ajudam a engravidar

  1. Corte a gordura trans

  2. Diga sim às gorduras ricas em ômega 3 e 6

  3. Adote carboidratos complexos

  4. Ingestão de ácido fólico

  5. Beba leite integral

  6. Consuma ferro

  7. Tome muito líquido

  8. Controle o peso

  9. Diminua o consumo de carne vermelha

  10. Adapte o cardápio